Homem suspeito de cometer três estupros é preso na Asa Norte

bsbcapitalPor ,09/06/2016 às 8:12, Atualizado em 09/07/2016 às 3:39

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira (8) no Varjão, no Distrito Federal, um homem de 31 anos suspeito de cometer três estupros nas quadras finais da Asa Norte, no Plano Piloto. Segundo a Polícia Civil, ele é autônomo, mora com os pais e participa da banda da igreja evangélica da qual faz parte. …

Homem suspeito de cometer três estupros é preso na Asa Norte Leia mais »

Suspeito de estuprar três mulheres na Asa Norte, no Distrito Federal (Foto: Ingrid Borges/G1)
Suspeito de estuprar três mulheres na Asa Norte, no Distrito Federal (Foto: Ingrid Borges/G1)

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira (8) no Varjão, no Distrito Federal, um homem de 31 anos suspeito de cometer três estupros nas quadras finais da Asa Norte, no Plano Piloto. Segundo a Polícia Civil, ele é autônomo, mora com os pais e participa da banda da igreja evangélica da qual faz parte.

Até as 19h desta quarta, o homem já tinha sido acusado formalmente por um dos estupros. Os outros casos ainda eram investigados. A chefe da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), Ana Cristina Melo, diz que o acusado tinha aparência “normal”. “Ele é bem-vestido e cheiroso. Não tem perfil de bandido ou de morador de rua”, afirmou.

O suspeito foi identificado a partir do material genético coletado em uma das vítimas. Após a prisão, ele fez exame no Instituto de Pesquisa de DNA Forense da Polícia Civil, que atestou a autoria do crime.

Um mandado de prisão, busca e apreensão contra o suspeito já tinha expedido pela Justiça. Na casa do suspeito, no Varjão, os policiais também encontraram um telefone celular que pertencia a uma das supostas vítimas.

A chefe da delegacia afirma que os estupros identificados até o momento ocorreram entre os dias 8 de março de 10 de maio, mas outros casos podem ser reportados ou relacionados ao homem nos próximos dias. O homem abordava as vítimas no início da noite na altura da quadra 116 Norte, perto do Eixão.

Segundo Ana Cristina, o homem usava uma faca para render as vítimas e encaminhá-las a uma área arborizada. Lá, ele cometia o crime e fugia, após cerca de 5 minutos. De acordo com relatos das vítimas, ele cobria o rosto com uma camiseta para dificultar a identificação.

A previsão da Polícia Civil era de que o homem fosse levado ainda nesta quarta para o Departamento de Polícia Especializada (DPE), onde deve aguardar transferência para o Complexo Penitenciário da Papuda.

 


Operação em três estados e no DF busca quadrilha de roubo de veículos


Professores da UnB aprovam  indicativo de greve em apoio a Dilma


Possível fusão entre BB e Caixa deixa funcionários das duas instituições em pânico


Deixe um comentário

Rolar para cima