Governador sanciona os R$ 352 milhões destinados pela CLDF à Saúde

BSB Capital18/09/2015 às 10:34, Atualizado em 18/09/2015 às 10:34

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, sancionou o projeto de lei nº 627/2015, aprovado pela Câmara Legislativa, que destina à Saúde do DF cerca de R$ 352 milhões. O montante foi alcançado por meio de compromisso de todos os deputados distritais em destinar dois terços das verbas de suas emendas ao orçamento para a …

Governador sanciona os R$ 352 milhões destinados pela CLDF à Saúde Leia mais »

Rollemberg

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, sancionou o projeto de lei nº 627/2015, aprovado pela Câmara Legislativa, que destina à Saúde do DF cerca de R$ 352 milhões. O montante foi alcançado por meio de compromisso de todos os deputados distritais em destinar dois terços das verbas de suas emendas ao orçamento para a pasta, que se encontra em crise. O projeto de lei também incluiu as emendas dos parlamentares que participaram da elaboração do orçamento na legislatura anterior, mas não foram reeleitos.

Devido à importância que o aporte de recursos representa para o GDF, Rollemberg fez questão de vir pessoalmente à Câmara Legislativa para sancionar o PL. “O que estamos sancionando tem uma importância especial, pois impacta diretamente na saúde da população. Por isso quero agradecer o apoio de todos os parlamentares, que demonstram aqui sua preocupação com a Saúde do DF. Esse é um presente não para o governo, mas para Brasília”, afirmou. O governador, no entanto, fez um pedido aos distritais: “A Câmara Legislativa já garantiu o orçamento, mas ainda precisamos garantir o financeiro. Esperamos que a Casa aprove o conjunto de matérias que enviamos para sanar as contas do DF”.

A presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão (PDT), ressaltou a importância da articulação política para alcançar o acordo de destinação de emendas. “Os deputados abriram mão de suas emendas, que poderiam ser destinadas às suas bases eleitorais, para resolver a situação da Saúde. E vamos acompanhar a execução dessas emendas para garantir que o dinheiro seja efetivamente aplicado nessa área”, observou.

Para o secretário de Saúde do DF, Fábio Gondim, a verba veio na hora certa. “Estamos com cirurgias suspensas por falta de material e tivemos até mesmo dificuldade em garantir a alimentação dos pacientes. Esses recursos representam um alívio para a Saúde”, afirmou. Segundo Gondim, os recursos já devem estar disponíveis na próxima terça-feira (22).

O procurador-geral de Justiça do DF, Leonardo Bessa, também reconheceu a importância das emendas parlamentares para as contas públicas. “Esse é um ato de nobreza da Câmara Legislativa. Brasília agradece e reconhece a importância que esta Casa confere à Saúde”, elogiou.


Leia mais:


 

Odebrecht tenta impedir uso de documentos sobre contas na Suíça


Sob fogo cruzado, Dilma admite atenuar o pacote de R$ 65 bi


Usar crise para tentar chegar ao poder é ‘versão moderna de golpe’, diz Dilma


 

 

Deixe um comentário

Rolar para cima