Gonzaguinha completaria 70 anos nesta terça (22)

BSB Capital 22/09/2015 às 0:00, Atualizado em 22/09/2015 às 0:00

  A Rádio Nacional FM Brasília vai transmitir a cada hora um programete sobre a vida e obra do cantor e compositor “Eu fico com a pureza das respostas das crianças. É a vida! É a vida e é bonita”…  Gonzaguinha, poeta que se tornou um dos maiores nomes da MPB, é homenageado na Rádio …

Gonzaguinha completaria 70 anos nesta terça (22) Leia mais »

c505bd5630b8e204f481058f854ea440ba5aca44
 
A Rádio Nacional FM Brasília vai transmitir a cada hora um programete sobre a vida e obra do cantor e compositor

“Eu fico com a pureza das respostas das crianças. É a vida! É a vida e é bonita”…  Gonzaguinha, poeta que se tornou um dos maiores nomes da MPB, é homenageado na Rádio Nacional FM Brasília nesta terça-feira (22), data em que completaria 70 anos.  Ele morreu em 1991 após um acidente de carro. A emissora vai transmitir a cada hora um programete sobre a vida e obra do cantor e compositor.

Com 19 discos autorais, 15 coletâneas, 2 livros inspirados em sua vida, um filme, musicais e mais de uma centena de interpretes diferentes para canções. Gonzaguinha viveu apenas 45 anos, mas deixou um trabalho intenso de crítica social, poesia e verdade.
Biografia

Luiz Gonzaga do Nascimento Júnior, o Gonzaguinha, nasceu em 22 de setembro de 1945, no Rio de Janeiro, filho do famoso Rei do Baião, Luiz Gonzaga, e Odaléia Guedes dos Santos. Perdeu a mãe aos 2 anos de idade.

Foi criado pelos padrinhos no Morro São Carlos em meio as rodas de samba e as dificuldades. Por isso, tratou com tanta propriedade sobre os problemas sociais, os direitos do cidadão, de uma vida plena de escolhas. A poesia, rica em sentimentos muito particularmente brasileiros, transitava por todos os estilos.

Quando era criança, ele ouvia Lupicinio Rodrigues, Jamelão, música caipira, o baião de Gonzagão e adorava os fados portugueses. Também por influencia de Dina e Xavier, aprendeu a tocar violão e a freguentar rodas de samba.

Com a primeira esposa, Ângela, teve dois filhos: Daniel e Fernanda . Com a “frenética” Sandra Pêra teve a terceira filha, Amora Pêra. Seus últimos 12 anos de vida, passou ao lado de Louise Margarete Martins, com quem teve a filha caçula, Mariana.

No acidente em 1991, era ele mesmo quem dirigia o Monza na BR-280, entre os municípios de Renascença e Marmeleiro, na região sudoeste do Paraná. a caminho de uma série de shows. De acordo com a polícia, o sol atrapalhou a visão do motorista da carreta que invadiu a pista contrária, em uma colisão frontal. Gonzaguinha tinha apenas 45 anos.


Leia mais:


 

Renato Russo recebe homenagem em Los Angeles


Veja os filmes que concorrem no Festival de Cinema de Brasília


Zeca Baleiro traz Chão de giz, turnê em que canta Zé Ramalho, a Brasília


 

 

Deixe um comentário

Rolar para cima