GDF anuncia obras em mais 5 quadras da W3 Sul

mmPor ,28/01/2021 às 10:30, Atualizado em 28/01/2021 às 9:41

Serviços serão iniciados nas quadras 502, 503, 504, 505 e 506 sul. Previsão é de que sejam gerados 200 empregos

Obras da 511/512 Sul. Foto: Arquivo Acácio Pinheiro / Agência Brasília (foto tirada antes da pandemia)

O GDF contratou as empresas responsáveis pelas obras de revitalização de mais cinco quadras da W3 Sul. A licitação das quadras 502 a 508 sul foi dividida em três lotes. A empresa Sigma Incorporações e Construções Ltda. será responsável pelas obras do Lote 1 (502 e 503 sul) ao custo de R$2.939.018,49. A empresa EB Infra Construções Ltda. vai executar os serviços do Lotes 2 (quadras 504 a 506 sul) por R$3.513.910,88. O próximo passo é a emissão da Ordem de Serviço, o que deve ocorrer nos próximos dias.

“No início do mês anunciamos o início das obras nas quadras 515 e 516 sul. Na semana passada, contratamos a empresa que vai executar os serviços da 507 e 508 sul. Agora, anunciamos mais essas cinco quadras. Nossa expectativa é de que todas essas quadras estejam com as obras iniciadas na segunda quinzena de fevereiro”, explica Luciano Carvalho, Secretário de Obras.

Em todas as quadras serão executados os seguintes serviços: melhoria do sistema viário e no fluxo de pedestres, com acessibilidade; reforma dos estacionamentos; nivelamento das calçadas com piso tátil e rampas; arborização; paisagismo; reforma dos becos entre os blocos; pintura; sinalização horizontal; e troca da iluminação.

Um dos destaques do projeto é a recuperação total das calçadas, que passará a ser única com piso igual em toda sua extensão, sem desníveis e totalmente adequada para o trânsito de pessoas.

Parceria

Os recursos para a execução das obras nas quadras 502, 503, 504, 505, 506, 507, 508, 513, 514, 515 e 516 sul vêm dos cofres da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap). No total serão investidos R$14,3 milhões na recuperação da W3 Sul.

“A Terracap é uma empresa que investe no desenvolvimento no Distrito Federal. Os recursos que arrecadamos com a venda de terrenos se transformam em obras e realizações que melhoram a vida das pessoas”, afirma o presidente da estatal, Izidio Santos.

Ele acrescenta que a empresa também está focada na retomada da economia: “Investir em obras é investir na geração de empregos. Mesmo durante a pandemia a construção civil não parou. É aposta do governo no combate ao desemprego gerado pela pandemia: o investimento em obras”.

* Com informações da Secretaria de Obras

Deixe um comentário

Rolar para cima