“Forbes” aponta presidente Dilma como a sétima mulher mais poderosa do mundo

bsbcapitalPor ,26/05/2015 às 15:33, Atualizado em 26/05/2015 às 15:33

A presidente Dilma Rousseff foi apontada como a sétima mulher mais poderosa do mundo pela revista Forbes nesta terça-feira (26/5). No ano passado, a governante ficou com a quarta posição do ranking. A revista norte-americana ressaltou o escândalo de corrupção na Petrobras e a queda da taxa de aprovação da presidente como os fatores principais pela decrescente …

“Forbes” aponta presidente Dilma como a sétima mulher mais poderosa do mundo Leia mais »

dilma-rousseff
No ano passado, a governante ficou com a quarta posição do ranking. Foto: Reprodução

A presidente Dilma Rousseff foi apontada como a sétima mulher mais poderosa do mundo pela revista Forbes nesta terça-feira (26/5). No ano passado, a governante ficou com a quarta posição do ranking.

A revista norte-americana ressaltou o escândalo de corrupção na Petrobras e a queda da taxa de aprovação da presidente como os fatores principais pela decrescente o ranking. “Como a primeira mulher eleita no Brasil, ela estava no caminho certo para acabar com a pobreza na sétima maior economia do mundo. Mas as esperanças de seus apoiadores têm caído nos meses recentes enquanto sua aprovação despencou para 13%”, disse a Forbes.

O primeiro lugar do ranking ficou, pelo décimo ano consecutivo, com a chanceler alemã, Angela Merkel. Em segundo aparece a candidata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton. A terceira posição pertence a Melinda Gates, esposa de Bill Gates e cofundadora da Fundação Bill e Melinda Gates. O quarto lugar ficou com Janet Yellen, presidente do Federal Reserve (FED).

Completam a lista a CEO da General Motors, Mary Barra, em quinto, e Christina Lagarde, diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), em sexto.


Leia também:


Dilma veta aumento do limite do crédito consignado de 30% para 40% e fim do sigilo no BNDES


Dilma estuda abrir novos contratos do Fies no segundo semestre


Lula afirma que Dilma vetará projeto da terceirização


 

Deixe um comentário

Rolar para cima