Fifa demite o secretário-geral Jérôme Valcke

BSB Capital 13/01/2016 às 15:41, Atualizado em 09/07/2016 às 3:45

Em meio ao escândalo de corrupção que enfrenta desde a prisão de sete dirigentes da Fifa em maio do ano passado, a entidade demitiu nesta quarta-feira o secretário-geral Jérôme Valcke. A decisão foi tomada pelo Comitê de Emergência da Fifa. Valcke já estava afastado de suas atividades desde o dia 17 de setembro do ano …

Fifa demite o secretário-geral Jérôme Valcke Leia mais »

valcke

Em meio ao escândalo de corrupção que enfrenta desde a prisão de sete dirigentes da Fifa em maio do ano passado, a entidade demitiu nesta quarta-feira o secretário-geral Jérôme Valcke. A decisão foi tomada pelo Comitê de Emergência da Fifa.

Valcke já estava afastado de suas atividades desde o dia 17 de setembro do ano passado. No dia 7 de outubro, o dirigente francês foi suspenso temporariamente. A sua suspensão iria até o dia 6 de janeiro, mas ela acabou sendo ampliada por mais 45 dias.

Valcke fora suspenso depois de ter sido acusado de participar de um escândalo de desvio e revenda de ingressos para a Copa do Mundo de 2014. O dirigente francês teria montado um esquema para ficar com 50% dos lucros da comercialização de 11 mil bilhetes, que eram negociados por um valor até quatro vezes maior do que o original. O dirigente teria arrecadado € 2 milhões. O ex-secretário-geral negou envolvimento no caso.

Em comunicado, a Fifa disse que Markus Kattner assumirá definitivamente as funções de secretário-geral.

“A relação empregatícia entre a Fifa e Jérôme Valcke está encerrada. A suspensão provisória, extendida no dia 6 de janeiro de 2016, continua válida. Os deveres de secretário-geral permanecerão com o atual secretário-geral, Dr. Markus Kattner”.

Valcke, de 55 anos, já havia anunciado em julho do ano passado que deixaria a Fifa após as eleições presidenciais da entidade marcadas para o mês que vem. Mas a sua situação começou a ficar insustentável depois das denúncias. Ele foi acusado de violar diversos códigos da entidade, como de lealdade, confidencialidade, conflitos de interesses e aceitação de presentes e ouros benefícios não permitidos.


Justiça americana investiga suposto envolvimento da Fox em caso Fifa


Fifa suspende Platini e Blatter por 90 dias


EUA aprova parceria com Suíça e prevê novos indiciados no ‘caso Fifa’


 

Deixe um comentário

Rolar para cima