Ficou para depois…

BSB Capital 27/06/2014 às 15:44, Atualizado em 27/06/2014 às 15:44

            O GDF conseguiu prorrogar o prazo para explicar o possível superfaturamento de R$ 413 milhões na construção do estádio Mané Garrincha, apontado pelo Tribunal de Contas. Com isso, a análise do caso no TCDF só deverá acontecer depois da Copa do Mundo.

            O GDF conseguiu prorrogar o prazo para explicar o possível superfaturamento de R$ 413 milhões na construção do estádio Mané Garrincha, apontado pelo Tribunal de Contas. Com isso, a análise do caso no TCDF só deverá acontecer depois da Copa do Mundo.

Deixe um comentário

Rolar para cima