Extradição de Pizzolato é suspensa até julgamento de novo recurso

bsbcapitalPor ,06/05/2015 às 14:03, Atualizado em 06/05/2015 às 14:03

A extradição do mensaleiro Henrique Pizzolato ficará suspensa até o dia 3 de junho, data marcada para audiência que julgará o recurso apresentado na manhã desta quarta-feira pelos advogados do condenado pelo mensalão. Eles tentam impedir a saída do ex-gerente do Banco do Brasil da Itália e pedem que Pizzolato cumpra a pena de prisão …

Extradição de Pizzolato é suspensa até julgamento de novo recurso Leia mais »

2014-764857319-2014102837929.jpg_20141101 (1)

A extradição do mensaleiro Henrique Pizzolato ficará suspensa até o dia 3 de junho, data marcada para audiência que julgará o recurso apresentado na manhã desta quarta-feira pelos advogados do condenado pelo mensalão. Eles tentam impedir a saída do ex-gerente do Banco do Brasil da Itália e pedem que Pizzolato cumpra a pena de prisão no país europeu. Os defensores apresentaram o recurso ao Tribunal Administrativo Regional – TAR – de Roma.

O advogado Alessandro Sivelli emitiu uma nota à imprensa italiana informando que, “na sequência de um recurso interposto hoje, o TAR suspendeu temporariamente a extradição de Henrique Pizzolato, que permanecerá na Itália até a data do julgamento”. Na nota, Sivelli não especificou se Pizzolato permanecerá ou não preso aguardando a decisão do juiz.

No comunicado, o advogado de Modena, cidade onde o ex-diretor do Banco do Brasil está preso, evidenciou os pontos apresentados no recurso. Para ele, “o Ministro tomou sua decisão utilizando novos documentos enviados pelo governo brasileiro que não foram colocados à disposição da defesa de Pizzolato. Além disso, tal decisão contraria a recente lei aprovada pelo Parlamento italiano, que permite que os cidadãos italianos, condenados no Brasil, possam cumprir a sua pena na Itália.”

Deixe um comentário

Rolar para cima