Ex-deputado distrital é preso por fraude em prefeitura

bsbcapitalPor ,21/02/2018 às 15:18, Atualizado em 21/02/2018 às 17:46

João de Deus, que também é ex-prefeito em Água Fria de Goiás, e outras três pessoas foram presas

Em ação conjunta, a Polícia Civil e o Ministério Público de Goiás prendeu o ex-deputado distrital João de Deus na quarta-feira (21). Ele é acusado de associação quando estava à frente da prefeitura de Água Fria de Goiás. O atual presidente da Câmara dos Vereadores do município, Roberto Márcio Moraes de Castro, e outra duas pessoas foram presas.

Segundo o MP, entre 2011 e 2013, a Secretaria de Finanças era utilizada para fraudar cheques que eram colocados em nome de um servidor da prefeitura, que não tinha conhecimento do esquema. Segundo o Metrópoles, Roberto Márcio Moraes de Castro, um dos presos, era chefe da pasta na gestão de João de Deus.

A ação da quadrilha teria sido legitimada a partir de contratos forjados de prestação de serviços e cheques emitidos com os valores dos contratos, em nome do servidor Roberto Márcio. O ex-prefeito João de Deus, segundo o MP, tinha ciência dos atos ilícitos, já que acompanhava a assinatura dos cheques com seus ex-secretários e cuidava do destino do dinheiro.

Deixe um comentário

Rolar para cima