Estudantes protestam na rodoviária contra bloqueio de cartão do Passe Livre

bsbcapitalPor ,07/06/2016 às 8:56, Atualizado em 09/07/2016 às 3:39

Estudantes que tiveram o cartão do Passe Livre Estudantil bloqueado interditaram parte da saída principal da rodoviária do Plano Piloto sentido Congresso Nacional. De acordo com a Polícia Militar, aproximadamente 50 alunos ocuparam a saída dos ônibus em protesto contra a perda do tíquete. Os manifestantes fizeram o recadastramento do cartão em um dos postos …

Estudantes protestam na rodoviária contra bloqueio de cartão do Passe Livre Leia mais »

20160606171425974962u
Estudantes que tiveram o cartão do Passe Livre Estudantil bloqueado interditaram parte da saída principal da rodoviária do Plano Piloto sentido Congresso Nacional. De acordo com a Polícia Militar, aproximadamente 50 alunos ocuparam a saída dos ônibus em protesto contra a perda do tíquete. Os manifestantes fizeram o recadastramento do cartão em um dos postos do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), mas nesta segunda-feira (6/6) quando tentaram passar o magnético em um dos coletivos receberam a informação de cartão vencido.
Durante o protesto houve um princípio de tumulto. Militares chegaram a usar spray de pimenta para tentar dispersar o grupo. A PM deu prazo para os estudantes liberarem a pista. O ato começou às 16h. Por volta das 17h o grupo liberou a via com a chegada da tropa de choque da Polícia Militar, mas às 17h10 eles ocuparam o posto do DFTrans na rodoviária.
Com a presença do grupo no posto, servidores do DFTrans foram embora por volta das 17h20. Militares do Batalhão de Choque da PM (BPChoque) entraram no local para tentar a liberação do espaço com os estudantes. Eles exigem a presença de um representante da Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal. Policiais fizeram um cordão de isolamento em frente ao posto para impedir que novos estudantes acessem o local.
A previsão é de um ato na rodoviária do Plano Piloto nesta terça-feira (7/6) às 18h. Alguns alunos tiveram a informação de cadastro concluído, mas foram pegos de surpresa nesta segunda-feira quando tentaram embarcar. O prazo para recadastramento terminou na sexta-feira (3/6).
Jociccléa Moura, 16 anos, embarca todos os dias em quatro ônibus para ir e voltar da escola e conta que não tem condições de pagar a passagem do próprio bolso. “Eu consegui ir para escola hoje, porque o motorista do onibus me deixou passar, mas agora nao tenho como ir para casa. A moça do Dftrans disse que vou ter de fazer um novo cadastramento e aguardar 20 dias, mas nao posso pagar nem perder as provas da escola, porque reprovo”, destaca.
Fotos: Ágatha Gongaza / CB.

Deixe um comentário

Rolar para cima