Erro feminino tem mais destaque, diz bandeirinha que posou nua

BSB Capital 13/05/2014 às 8:20, Atualizado em 13/05/2014 às 8:20

A bandeirinha Fernanda Colombo Uliana voltou aos holofotes do futebol brasileiro neste fim de semana. A auxiliar acabou como uma das personagens do clássico que terminou com vitória do Atlético-MG contra o Cruzeiro, neste domingo, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Aos 41min do segundo tempo, quando a partida já estava 2 a 1, Fernanda assinalou um …

Erro feminino tem mais destaque, diz bandeirinha que posou nua Leia mais »

A bandeirinha Fernanda Colombo Uliana voltou aos holofotes do futebol brasileiro neste fim de semana. A auxiliar acabou como uma das personagens do clássico que terminou com vitória do Atlético-MG contra o Cruzeiro, neste domingo, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Aos 41min do segundo tempo, quando a partida já estava 2 a 1, Fernanda assinalou um impedimento de Alisson. Porém, o meia estava em condição legal e teria chances claras de empatar o jogo, gerando revolta entre os cruzeirenses.

A bela bandeirinha Fernanda Colombo Uliana chamou a atenção ainda antes da partida

Foto: EFE

A ex-bandeirinha Ana Paula de Oliveira viveu situação semelhante a de Fernanda. A auxiliar chamava atenção por sua beleza, fazia a atenção ser redobrada em cima dela. Para ela, o futebol já está acostumado com as mulheres em campo, mas que um erro pode ser fatal. “Acho que hoje não existe mais esse tratamento diferente. Na minha época era tudo muito novo, mas hoje não. As pessoas já estão acostumadas com as mulheres trabalhando no futebol brasileiro. A presença feminina se torna diferente quando há um erro, toma uma proporção muito maior. Ela é muito bonita e isso chama atenção, não tem jeito. Você junta dois fatores bombásticos: beleza e erro. Se fosse com um acerto, seria espetacular.”, disse em entrevista ao Terra.

A ex-bandeirinha, que chegou a se tornar símbolo sexual do esporte, tendo posado para a revista Playboy em julho de 2007, dá dicas para a garota e acredita em seu potencial. “Que ela aposte na parte física. Já as considero heroínas por passarem no teste físico dos homens. Estude mais as regras trabalhe o posicionamento, deslocamento e a condição de ver e esperar. Ela tem condição de estar bem colocada, tem um ótimo físico. Ela tem tudo para chegar ao alto nível. É jovem e tem talento, basta aprimorar os fundamentos, não está onde está a toa”, disse.

Depois do clássico mineiro, Fernanda sofreu com duras críticas do diretor de futebol do Cruzeiro Alexandre Mattos. “Se ela é bonitinha, que vá posar na Playboy. No futebol tem que ser boa de serviço. Ela não tem preparo, os caras gritam e ela erra”. Mattos acredita que Fernanda seja benificiada por sua beleza, e não pela técnica. “Provavelmente ela vai ganhar outro clássico de prêmio semana que vem, porque ela errou semana passada. Ela tem que ser boa de serviço. O erro dela foi muito anormal”.
Impedimento revolta jogadores do Cruzeiro em clássico; veja

Impedimento revolta jogadores do Cruzeiro em clássico

Para Ana Paula, essa pressão faz parte e Fernanda terá que se acostumar. “Tem que entender isso acontece pela pela importância dos jogos que ela fez. Tem que estar preparada para aparecer vitrine, nos grandes jogos. Não pode dar ouvido as críticas que não são construtivas. O que vem depois é questão de tempo”, finalizou Ana Paula, que hoje trabalha como comentarista de arbitragem.

Para o presidente da comissão de arbitragem da Federação Catarinense de Futebol, Fernanda deu azar e pagou por ser bonita. “Ela deu azar. Sabe aquela semana em que você não deveria sair de casa? Foi o que aconteceu. Ela é muito boa assistente, aspirante à Fifa, mas a beleza dela chama a atenção e, nestes dias, isso a prejudicou”,falou ao blogueiro do Terra Luciano Borges.

Fernanda ganhou destaque na noite da última quarta-feira, na partida entre São Paulo e CRB, pela Copa do Brasil. Se antes do duelo Fernanda ganhava elogios de todas as partes das arquibancadas, quando a bola rolou a coisa mudou. A catarinense acertou alguns lances, mas errou impedimentos e gerou a revolta dos tricolores Muricy Ramalho e Luís Fabiano. “Ela errou muito. É muito bonita, aquelas coisas todas, mas tem que bandeirar melhor”, disse o treinador do São Paulo.

Fernanda é natural de Criciúma, em Santa Catarina, tem 23 anos e é formada em educação física. Como arbitragem não é uma profissão regulamentada no Brasil, a árbitra-assistente, nome oficial dos populares “bandeirinhas”, concilia as partidas de futebol com as salas de aula. Ou melhor: com as piscinas e academias. A catarinense divide o tempo dando aulas de hidrofitness, e também atua como personal trainer em Florianópolis.

Apesar de cometer alguns erros nas partidas em que tem trabalhado, a bela auxiliar tem mostrado competência e no começo da semana passada foi promovida para aspirante Fifa, um passo antes de integrar o quadro fixo da entidade máxima do futebol. Para conseguir mais uma promoção, é necessário, além de um bom desempenho nos jogos, saber se comunicar bem em espanhol e inglês.

Deixe um comentário

Rolar para cima