Em relato, soldado de UPP afirma acreditar que atirou no menino Eduardo no Alemão

bsbcapitalPor ,08/04/2015 às 15:37, Atualizado em 08/04/2015 às 15:37

Em um depoimento à própria corporação, um soldado lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Alemão disse que pode ter sido o autor do disparo que provocou a morte de Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, na tarde da última quinta-feira. O caso, mantido em sigilo, vem sendo acompanhado pela 8ª …

Em relato, soldado de UPP afirma acreditar que atirou no menino Eduardo no Alemão Leia mais »

Em um depoimento à própria corporação, um soldado lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro do Alemão disse que pode ter sido o autor do disparo que provocou a morte de Eduardo de Jesus Ferreira, de 10 anos, na tarde da última quinta-feira. O caso, mantido em sigilo, vem sendo acompanhado pela 8ª Delegacia de Polícia Judiciária das UPPs. Em seu relato, o PM afirmou acreditar que, devido à sua localização no momento da tragédia — ele estava próximo a uma mata na localidade conhecida como Areal, na Favela Nova Brasília — e à posição do corpo, foi ele quem atirou no menino.

Logo depois de prestar o depoimento, o soldado teve um surto psicótico e chegou a ser internado no Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio. Embora tenha recebido alta, ele continua sendo submetido a um tratamento na unidade de saúde.

A 8ª Delegacia de Polícia Judiciária das UPPs checa a conduta dos policiais que participavam de uma operação no Complexo do Alemão no momento em que Eduardo foi atingido. A investigação corre paralelamente ao trabalho da Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil, que apura a morte de menino.

 

Deixe um comentário

Rolar para cima