Dupla de bandidos invade igreja e rouba fiéis durante a missa

BSB Capital 11/06/2014 às 12:59, Atualizado em 11/06/2014 às 12:59

Cerca de 20 fiéis que participavam de uma missa na noite dessa terça-feira (10/6) na Paróquia São Francisco de Assis, em Tororó, na região de Santa Maria, viveram momentos de pânico, diante de uma situação completamente inusitada. O padre acabara de ler o Evangelho do dia – que convidada a todos a ser “sal da …

Dupla de bandidos invade igreja e rouba fiéis durante a missa Leia mais »

Cerca de 20 fiéis que participavam de uma missa na noite dessa terça-feira (10/6) na Paróquia São Francisco de Assis, em Tororó, na região de Santa Maria, viveram momentos de pânico, diante de uma situação completamente inusitada. O padre acabara de ler o Evangelho do dia – que convidada a todos a ser “sal da terra e luz do mundo” – quando um homem armado com um casaco cobrindo a cabeça entrou na igreja e anunciou: “É um assalto! Todo mundo no chão!”.

Enquanto objetos pessoais dos fiéis eram recolhidos, um outro homem permanecia na entrada da igreja, vigiando a ação. A dupla não aparentava nervosismo. Pelos cálculos do padre, eles conseguiram levar quatro celulares e duas carteiras, uma vez que muitos costumam ir à igreja sem nada.

A maioria dos participantes da missa tinha mais de 60 anos. O choro só veio depois que os assaltantes se mandaram. A celebração teve de ser suspensa e o padre Douglas Neris da Costa, 29 anos, precisou consolar os paroquianos.

A igreja, localizada em uma área rural, não tem cercas. A iluminação foi melhorada recentemente e o padre mandou cortar o mato dos arredores, mas o lugar ainda é escuro.

“Somos alvo fácil dos bandidos. É uma região onde não há policiamento”, desabafa o religioso. Na noite de ontem, a polícia levou uma hora e 30 minutos para chegar, ainda de acordo com ele.

O padre Douglas acredita que os assaltantes são os mesmos que, há três semanas, levaram o celular e a carteira dele, na porta da igreja. Era fim de tarde de uma quinta-feira. Também em dupla, os bandidos o abordaram e exigiram os bens – um dos suspeitos estava armado. “Eles sabem que eu sou padre. Mas, durante a celebração, nunca pensei que fosse acontecer”, acrescentou o sacerdote, que na ação de ontem teve o segundo telefone roubado.

Na manhã desta quarta-feira (11/6), padre Douglas esteve na Cúria Metropolitana de Brasília, para pedir ajuda da Igreja local para melhorar o policiamento na paróquia.

Em nota, a Arquidiocese de Brasília informou que lamenta e repudia a ação dos criminosos na igreja. “O assalto causou grande sofrimento aos fiéis e ao sacerdote celebrante, além do grave desrespeito ao templo e ao culto. Fazemos um apelo às autoridades para que a segurança pública seja garantida ao povo daquela localidade, assim como as demais regiões do Distrito Federal”, finalizou.

Deixe um comentário

Rolar para cima