Doenças raras afetam 15 milhões no Brasil

bsbcapitalPor ,28/02/2013 às 14:41, Atualizado em 28/02/2013 às 14:41

No Dia Internacional das Doenças Raras, lembrado nesta quinta-feira (28/2), especialistas estimam que cerca de 15 milhões de brasileiros têm alguma das cerca de 8 mil síndromes catalogadas como raras. Neurofibromatose, mucopolissacaridose, síndrome de Gaucher, esclerose lateral amiotrófica e leucoencefalopatia multifocal progressiva são exemplos dessas patologias. Em entrevista à Agência Brasil, o professor do Departamento …

Doenças raras afetam 15 milhões no Brasil Leia mais »

No Dia Internacional das Doenças Raras, lembrado nesta quinta-feira (28/2), especialistas estimam que cerca de 15 milhões de brasileiros têm alguma das cerca de 8 mil síndromes catalogadas como raras. Neurofibromatose, mucopolissacaridose, síndrome de Gaucher, esclerose lateral amiotrófica e leucoencefalopatia multifocal progressiva são exemplos dessas patologias. Em entrevista à Agência Brasil, o professor do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade de Brasília (UnB), Natan Monsores, criticou o tempo de espera enfrentado pela maioria desses pacientes para serem acolhidos no sistema de saúde. “O tempo de diagnóstico demora algo em torno de três a cinco anos. O itinerário de diagnóstico do paciente é muito longo”, contou.


Ele acredita que 70% dos problemas relacionados às doenças raras seriam resolvidos por meio de um sistema claro de informações sobre essas síndromes. “Boa parte dos pacientes fica perdida dentro do SUS [Sistema Único de Saúde] por não saber ao certo que especialista buscar, onde são os centros de referência”, disse Monsores.


Fonte: Agência Brasília

Sites e Blogs

Deixe um comentário

Rolar para cima