Dilma Rousseff afirma que movimento “não vai ter Copa” foi enterrado

BSB Capital 25/06/2014 às 9:00, Atualizado em 25/06/2014 às 9:00

A presidente Dilma Rousseff aproveitou a Convenção Nacional do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), no Senado Federal, para rebater os críticos à realização da Copa do Mundo. “O Brasil se coloriu de verde e amarelo, e por toda parte foi enterrado o “não vai ter Copa”. Nas ruas, nos estádios, nas Fan Fests. Ficou …

Dilma Rousseff afirma que movimento “não vai ter Copa” foi enterrado Leia mais »

A presidente Dilma Rousseff aproveitou a Convenção Nacional do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), no Senado Federal, para rebater os críticos à realização da Copa do Mundo. “O Brasil se coloriu de verde e amarelo, e por toda parte foi enterrado o “não vai ter Copa”. Nas ruas, nos estádios, nas Fan Fests. Ficou clara a imensa capacidade de ser hospitaleiro do povo brasileiro”, discursou a presidente.

“Os estádios estão prontos. Neles as torcidas comemoram os 109 gols dessa Copa (…). E o que nós vemos? Vemos os vôos sem atrasos, vemos os hotéis recebendo os turistas, vemos festas, vemos a segurança, que é de responsabilidade do governo federal e dos estados, absolutamente sob controle, tanto para as seleções como para os nossos visitantes”, completou ela. “Demos de goleada nos pessimistas”, disse. O evento serviu para reafirmar o apoio do PROS à candidatura da petista, que recebeu 94,5% dos votos dos participantes do encontro.

A presidente também aproveitou para comemorar a classificação do Brasil na fase de grupos da competição. “Hoje é o dia seguinte da retumbante classificação do Brasil para as oitavas de final da Copa do Mundo. A nossa Seleção venceu desafios, derrotou o pessimismo e mais uma vez mostrou que o Brasil está entre os melhores do futebol mundial”, disse ela. Dilma também usou o encontro com os aliados para dar a tônica do discurso a ser utilizado durante a campanha eleitoral. “Nós vamos fazer uma campanha baseada na paz, mas cheia de vigor. (uma campanha) Do otimismo contra esse pessimismo que até algumas semanas atrás era responsável pela visão de que a Copa do Mundo seria um caos”, indicou ela.

Deixe um comentário

Rolar para cima