Detran multa 30 veículos estacionados irregularmente

bsbcapitalPor ,06/08/2013 às 11:38, Atualizado em 06/08/2013 às 11:38

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal multou hoje, durante operação na quadra 1 do Setor Comercial Sul, mais de 30 carros estacionados irregularmente embaixo de marquises e em cima de calçadas, e quatro veículos foram guinchados e levados para o depósito. “Não é porque faltam estacionamentos que as pessoas têm que parar em lugares …

Detran multa 30 veículos estacionados irregularmente Leia mais »

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal multou hoje, durante operação na quadra 1 do Setor Comercial Sul, mais de 30 carros estacionados irregularmente embaixo de marquises e em cima de calçadas, e quatro veículos foram guinchados e levados para o depósito.

“Não é porque faltam estacionamentos que as pessoas têm que parar em lugares de maneira irregular, atrapalhando pedestres e até carros do Corpo de Bombeiros”, enfatizou o assessor da Direção-Geral do Detran-DF, Gustavo Viana.

A infração é considerada grave e a multa é de R$ 123, com 5 pontos na carteira. “Sei que estou errado e vou pagar a multa, mas não tinha opção. Tive que estacionar aqui”, justificou o funcionário público Ailton Martins, que teve o carro guinchado.

A ação foi motivada, segundo Gustavo Viana, por denúncias feitas à ouvidoria e há 15 dias equipes do órgão de trânsito vão ao local para conscientizar os motoristas sobre as irregularidades.

“Nós conversamos com as pessoas que trabalham nos prédios, com os pedestres, e informamos que haveria essa operação. Mesmo assim os motoristas insistiram em estacionar em local proibido”, complementou o assessor.

Proprietária de um quiosque na quadra 1 há oito anos, Clecia Fernandes foi obrigada a instalar pirulitos para impedir que os veículos fossem estacionados até na porta do estabelecimento, dificultando a circulação dos clientes e até dos funcionários.

“Os motoristas não têm respeito. Teve uma vez que uma mulher deu ré e derrubou a mesa, sorte que não tinha nenhum cliente. Mas eu mesma já socorri uma pessoa que foi atropelada embaixo da marquise”, contou a comerciante.

O publicitário Diogo Alberto da Silva trabalha no SCS há seis anos e faz questão de pagar R$ 450 por mês para usar um estacionamento pago e evitar transtornos. Mesmo assim, ele foi vítima dos motoristas que param na calçada.

“Eu estava passando e o homem continuou dando ré no carro. Eu comecei a filmar a irregularidade e ele veio para cima de mim, xingando e falando que eu não tinha nada que reclamar. Até que ele bateu com o retrovisor nas minhas costas, buzinou e saiu dirigindo”, contou.

Equipes do Detran continuarão as operações para coibir as irregularidades nos próximos dias em outras partes da zona central do Plano Piloto.

Deixe um comentário

Rolar para cima