Da esperança ao pesadelo: Cruzeiro leva goleada histórica do River e é eliminado da Libertadores

bsbcapitalPor ,28/05/2015 às 8:08, Atualizado em 28/05/2015 às 8:08

Nem o mais pessimista torcedor poderia esperar um golpe tão duro como este. Time celeste foi dominado do início ao fim e perdeu em pleno Gigante da Pampulha: 3 a 0   Nem no pior dos pesadelos ou no mais negativo pensamento, o torcedor do Cruzeiro poderia esperar um golpe tão duro como esse que …

Da esperança ao pesadelo: Cruzeiro leva goleada histórica do River e é eliminado da Libertadores Leia mais »

20150528000528194672u
River Plate sobrou em campo. Poderia ter feito quatro ou cinco, mas marcou “apenas” três vezes no Mineirão

Nem o mais pessimista torcedor poderia esperar um golpe tão duro como este. Time celeste foi dominado do início ao fim e perdeu em pleno Gigante da Pampulha: 3 a 0

 
Nem no pior dos pesadelos ou no mais negativo pensamento, o torcedor do Cruzeiro poderia esperar um golpe tão duro como esse que recebeu na noite desta quarta-feira, no Mineirão. Já a “hinchada” do River Plate viverá nos próximos dias – ou semanas – uma sensação única, indescritível, inigualável, inimaginável. O Gigante da Pampulha foi palco de um feito histórico. De um dos maiores vexames da história da Raposa, que, depois vencer em Buenos Aires por 1 a 0, levou um verdadeiro baile diante de 55 mil torcedores. O River fez 3 a 0, mas pelo volume de jogo apresentado, poderia ter marcado quatro ou cinco vezes. Tal como os 7 a 1 da Alemanha contra o Brasil, na Copa do Mundo de 2014, houve um novo “Mineirazo”, desta vez nas quartas de final da Copa Libertadores.

Pode parecer ironia, mas foi justamente diante de seu grande freguês sul-americano que o Cruzeiro perdeu pelo placar mais elástico na história da Copa Libertadores. Até então, as maiores derrotas do clube celeste na competição sul-americana haviam sido contra São Paulo (2010) e Once Caldas (2011), ambas por 2 a 0. E, nessa altura do campeonato, fica em segundo plano o fato de o River ter vencido apenas o quarto duelo em 14 confrontos com a Raposa. Depois de fracassarem na Libertadores de 1976, na Supercopa de 1991 e na Recopa Sul-Americana de 1998, os argentinos enfim comemoram uma classificação diante da equipe azul e branca.

Com a eliminação do Cruzeiro, o Internacional é o único brasileiro que ainda disputa a Copa Libertadores. Vai enfrentar o Tigres-MEX na semifinal. O River Plate, por sua vez, aguarda o vencedor de Guaraní-PAR x Racing-ARG. No primeiro duelo, vitória dos paraguaios, por 1 a 0.

Abalado pela goleada, a Raposa reúne forças para a disputa de Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. No domingo, às 18h30, o time comandado por Marcelo Oliveira enfrentará o Figueirense no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela quarta rodada da Série A.

leia mais:


 

Cristóvão Borges é o novo técnico do Flamengo


Romário comemora a prisão de Marin; Veja o vídeo


 

Deixe um comentário

Rolar para cima