Cruzeiro limpo

bsbcapitalPor ,29/03/2015 às 15:17, Atualizado em 29/03/2015 às 15:17

Administração faz mutirão para combater a dengue e a proliferação de cobras e escorpiões Limpar a cidade e livrar o Cruzeiro dos focos do mosquito Aedes Aegypt – transmissor da dengue e da febre Chicungunha – e dos entulhos onde proliferam cobras e escorpiões. Esta foi a primeira tarefa assumida pelo novo administrador Paulo Lustosa, …

Cruzeiro limpo Leia mais »

DSC_1281

Administração faz mutirão para combater a dengue e a proliferação de cobras e escorpiões

Limpar a cidade e livrar o Cruzeiro dos focos do mosquito Aedes Aegypt – transmissor da dengue e da febre Chicungunha – e dos entulhos onde proliferam cobras e escorpiões. Esta foi a primeira tarefa assumida pelo novo administrador Paulo Lustosa, diante da escassez de recursos para a execução de grandes obras.

Nas últimas três semanas, Lustosa tem coordenado pessoalmente as ações das equipes da Administração Regional e da Novacap. No Cruzeiro Center, foram retirados aproximadamente 100 quilos de lixo entupiam as redes pluviais, causando transtornos aos comerciantes e e moradores.
Na Quadra 12 Conjuntos P e K, do Cruzeiro Velho, foram recolhidos dois caminhões de lixo e árvores derrubadas pelas chuvas dos últimos dias. Outras foram podadas preventivamente para evitar novas quedas. “Mesmo com recurso zero, estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida de nossa comunidade”, explica Lustosa.

Bocas-de-lobo – A administração também criou uma força-tarefa para limpar e desobstruir bocas-de-lobo. Em parceria com a Novacap, a Regional faz um mapeamento dos estragos causados pelas chuvas nas vias públicas e, assim, programar as operações tapa-buracos.

Segundo o administrador, um trabalho bonito que vale a pena ressaltar foi a limpeza da horta no Centro de Ensino Fundamental 1, que estava coberta pelo mato desde as férias.  “Demos toda a atenção a esse trabalho, por se tratar de uma horta especial, criada há cinco anos pelos alunos especiais da escola. E foram eles que vieram à Administração pedir nossa ajuda”, emociona-se Paulo Lustosa

O espaço estava ocupado por cadeiras e carteiras quebradas, além de outros destroços, conforme relato do estudante Wesley Ferreira, de 19 anos (foto). Wesley conta que os alunos fazem festas para arrecadar dinheiro para confecção de camisetas festivas, para passeios em hotéis fazenda. Os produtos feitos em sala de aula são vendidos para pais e professores.

A Feira Permanente também ganhou melhorias, num trabalho conjunto com os próprios feirantes. Foi reformada a sala de Apoio da Administração aos Feirantes e banheiros, onde foram colocados cerâmica, vasos novos, espelhos e adaptação para portadores de necessidades especiais.  Os Feirantes doaram a matéria-prima e a Administração forneceu a mão de obra.

Deixe um comentário

Rolar para cima