Crimes sem solução espalham medo nas cidades do Entorno do DF

bsbcapitalPor ,20/04/2015 às 18:12, Atualizado em 20/04/2015 às 18:12

A 60 quilômetros de Brasília encontra-se uma das cidades mais perigosas do Brasil. Com 190 mil habitantes, Luziânia aparece no ranking do Mapa da Violência como o 15º município com mais assassinatos no país em cinco anos. O lugar não é o único. Planaltina de Goiás também está entre os 100 primeiros da lista. A …

Crimes sem solução espalham medo nas cidades do Entorno do DF Leia mais »

20150419210322282476eA 60 quilômetros de Brasília encontra-se uma das cidades mais perigosas do Brasil. Com 190 mil habitantes, Luziânia aparece no ranking do Mapa da Violência como o 15º município com mais assassinatos no país em cinco anos. O lugar não é o único. Planaltina de Goiás também está entre os 100 primeiros da lista. A realidade violenta não é diferente no Entorno do Distrito Federal. Crimes cruéis são registrados diariamente nas cidades goianas. Muitos deles nunca são solucionados. Nas promotorias de Justiça, pilhas de processos se acumulam sem provas para que os assassinos sejam identificados e denunciados. Na última semana de março, pelo menos duas jovens foram estupradas e mortas na região ao lado da capital.

Divulgado no fim do ano passado, o Mapa da Violência revelou que em 10 anos, entre 2002 e 2012, Goiás registrou 18.576 homicídios — em todo o país foram 56.337.Nesse intervalo de tempo, o aumento no estado foi de 113,7%. Entre as cidades do Entorno do DF, Luziânia e Planaltina de Goiás aparecem entre os 100 municípios brasileiros com mais mortes violentas entre 2008 e 2012. A primeira assume a 15ª posição nacional, com 670 homicídios no período. Planaltina vem em 75º, com 214. A pesquisa revela que os homicídios são a principal causa da morte de jovens entre 15 e 29 anos no Brasil. As principais vítimas são homens, negros e pobres. Nenhuma região administrativa do DF aparece nesta lista.

Apesar de apenas as duas cidades do Entorno do DF se encontrarem no ranking, a situação nos outros municípios que circundam a capital do país não é diferente. Dados da Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) mostram que, no ano passado, 612 pessoas perderam a vida em homicídios ou latrocínios (roubo com morte) em nove municípios: Luziânia, Cidade Ocidental, Valparaíso, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto, Águas Lindas, Planaltina, Padre Bernardo e Formosa. No mesmo período, as 31 regiões administrativas do DF contabilizaram 734 casos — 688 homicídios e 46 latrocínios.
Crueldade
Além dos altos índices de assassinatos, as características dos crimes nos municípios goianos ao lado do DF chamam a atenção: muitos são praticados com requintes de crueldade. O promotor de Justiça Daniel Naiff da Fonseca acompanhou o caso, que foi concluído com a prisão do assassino. O desfecho dos crimes violentos na cidade, no entanto, não é regra. Somente na mesa do promotor, existem mais de 700 inquéritos de homicídio, muitos deles ocorridos há mais de 10 anos. “Em alguns, só temos o boletim de ocorrência e não é possível chegar ao autores e fechar o inquérito. De todos os homicídios, menos de 8% chegam a ser concluídos”, afirma Daniel Naiff.

Deixe um comentário

Rolar para cima