Como namorar sem ferir a gramática

BSB Capital 11/06/2017 às 20:19, Atualizado em 10/04/2018 às 10:48

Professor explica como chamar alguém para um chamego

Olá, querido (a)! Na próxima segunda-feira, celebraremos o dia dos namorados! Algumas pessoas comemoram com amor; outras, com “recalque” (rs). Independentemente da forma como você passará esse dia, vamos aprender a namorar? Você já deve ter ouvido aquela música da dupla Henrique e Juliano que diz assim:

  • “Vai namorar comigo sim!”

Essa construção, apesar de afirmar o sério compromisso que o eu lírico deseja ter com sua amada, está gramaticalmente incorreta. A tradição gramatical diz que o verbo “namorar” é transitivo direto. Em outras palavras, quem namora, namora alguém, e não com alguém. É agramatical dizer “eu namoro com a Maria”. O correto é “eu namoro a Maria”. O pronome oblíquo “comigo” apresenta a preposição “com”, o que impede a adequada regência. Para que a música fique gramaticalmente correta, o recomendado é:

  • Vai me namorar sim!

Obs.: o emprego da frase gramaticalmente correta na música prejudicaria a métrica e o ritmo da composição. Por isso existe a famosa “licença poética”, ok? Não sejamos intransigentes! Todavia, se você quiser encantar seu (sua) amado (a) com músicas gramaticalmente corretas, vou apresentar algumas opções:

  • “Eu vou te namorar.” (Sandy e Junior)

Eu sei que o primeiro amor da sua vida foi embalado com uma canção dessa dupla!

“Cansei de namorar a solidão.” (Gian e Giovani)

Então, deixe “mil corações” pregados no portão do seu amor!

  • “Eu conheci o samba antes de te” (Thiaguinho)

Para casais possessivos.

  • “Vem me namorar, vou te namorar também.” (Tribalistas)

Porque o namoro exige reciprocidade.

  • “Fiquei louco de amor, vem me namorar, girl!” (Banda Magníficos)

Um estrangeirismo sempre deixa uma boa impressão!

Para que não haja uma desilusão amorosa de cunho gramatical, não são recomendadas as seguintes canções:

  • “Me namora!” (Natiruts)

A não ser que o pronome seja colocado depois do verbo!

  • “Quer namorar comigo?” (Edson e Hudson)

Não se namora com ninguém.

  • “Namora eu! ” (Asa de Águia)

Quando a música acabar, é só dizer: perdoa eu! Nunca falhou!

Apesar das brincadeiras, desejo que o seu dia dos namorados seja excelente! A compreensão do amor está além da prescrição gramatical! Dê valor a quem está ao seu lado!

P.S.: o objetivo do artigo não é tratar com demérito músicas famosas de artistas consagrados; o meu objetivo foi justamente exaltá-las!

Deixe um comentário

Rolar para cima