Como gabaritar Português no MPU

Elias SantanaPor ,01/09/2018 às 17:00, Atualizado em 31/08/2018 às 19:02

Esse concurso deverá ter, em média, 15 questões da disciplina

No fim da semana passada, um edital maravilhoso foi publicado: o concurso do Ministério Público da União! Serão aproximadamente 60 dias até a prova. Portanto, a preparação deve ser objetiva e eficiente!O certame será realizado pelo Cespe (que se saiu muito bem no STM, STJ e ABIN).

A prova de língua Portuguesa dessa banca é famosa por ser completamente contextualizada. Esse concurso deverá ter, em média, 15 questões da disciplina. Além da pontuação que pode ser conquistada, o candidato deve se preparar pensando na que pode ser perdida, uma vez que há fator de correção. Para colaborar com seus estudos, vou listar dicas que vão auxiliar a sua preparação.

  1. Resolva uma prova de Língua Portuguesa recente do Cespe por semana (no mínimo). Aproveite para contabilizar quais questões você deixaria em branco e para se acostumar com a linguagem da banca nas questões de análise de textos.
  2. Estude os assuntos mais frequentes nas provas do Cespe: acentuação; concordância (verbal e nominal); regência (verbal e nominal – aproveite para estudar crase); pronomes oblíquos átonos (coesão, colocação e sintaxe); funções do SE (principalmente partícula apassivadora, índice de indeterminação do sujeito e pronome reflexivo) e funções do QUE (principalmente pronome relativo e conjunção subordinativa integrante); pontuação (no período simples e no composto); semântica verbal (eu não disse tudo de verbo, mas a parte semântica) e semântica das conjunções (decore os conectivos). Tenha certeza de que você domina cada um dos assuntos acima listados!
  3. O Cespe é fanático por questões de reescrita. Treine-as da maneira correta:
  • Comece sempre pela análise gramatical; em seguida, faça a comparação textual.
  • Olhe para a questão com o seguinte pensamento: o que há de errado nessa reescrita? Grande parte das questões são erradas.
  • Qualquer erro gramatical pode estar presente nesse estilo de questão. Em outras palavras, praticá-las é uma forma de revisar os assuntos listados em 2.
  • Quando você errar a questão, procure saber por que você errou. Mas, principalmente, quando você acertar, procure saber por que você acertou. Durante o período de estudos, errar o gabarito ou acertá-lo pelo motivo errado são resultados indesejados e que não promovem a evolução do candidato.
  • Separe várias questões assim para exercitar em um momento específico. Esse é o seu momento “caça-erros”.
  1. Dedique, no mínimo, duas horas da sua semana à Língua Portuguesa. Essa disciplina, pela quantidade de questões, é decisiva!
  2. Não inclua nesse tempo redação discursiva (se você for fazer o concurso para analista), uma vez que essa é a etapa multidisciplinar do concurso. Recomendo duas redações por semana. Se houver tempo, aumente a quantidade.
  3. Contabilize:
  • Quantas questões foram feitas?
  • Quantos acertos?
  • Quantos erros?
  • Quantas ficaram em branco?

Esse controle numérico é fundamental para que você meça o seu desempenho!

Estude com disciplina, dedicação e responsabilidade, e não deixe de acompanhar as dicas postadas nas minhas redes sociais e as aulas que faço gratuitamente pelo YouTube.

O resultado é inevitavelmente satisfatório!

Deixe um comentário

Rolar para cima