Comércio fechará nos dias de jogos do Brasil na Copa

BSB Capital 07/06/2014 às 14:17, Atualizado em 07/06/2014 às 14:17

Polícia Militar conta com equipamentos de ponta para conter manifestações contra o Mundial   Na semana que antecede o início da Copa do Mundo, Brasília passa pelos últimos detalhes da preparação para a grande festa. Nos dias de jogos da Seleção Brasileira, as lojas de rua e de shoppings fecharão uma hora antes do jogo …

Comércio fechará nos dias de jogos do Brasil na Copa Leia mais »

Polícia Militar conta com equipamentos de ponta para conter manifestações contra o Mundial

 

Na semana que antecede o início da Copa do Mundo, Brasília passa pelos últimos detalhes da preparação para a grande festa. Nos dias de jogos da Seleção Brasileira, as lojas de rua e de shoppings fecharão uma hora antes do jogo e só retornarão o expediente no dia seguinte, exceto as praças de alimentação. Já nas demais partidas, inclusive as que ocorrerão no DF, o comércio abrirá normalmente. A decisão, aprovada entre o Sindicato do Comércio Varejista e o Sindicato dos Empregados no Comércio, contou com o apoio de proprietários de lojas.

Preservar a segurança do estabelecimento e “evitar a bandalheira” foi um dos motivos que levou Maria das Dores Resende Costa, mais conhecida como Dodôia, a aprovar a decisão. No ramo de roupas há 30 anos, ela afirma que não esperava aumento nas vendas durante os jogos. “Dia de jogo ninguém compraria mesmo. Shopping pode até ter movimento, mas as entrequadras acho que não”.

Apesar de feliz em poder estar junto com a família e amigos nesses dias, Karla Ribeiro, funcionária de uma loja de shopping, diz que essa medida pode prejudicar seu bolso. “Ganhamos comissão com as vendas e, como não vamos trabalhar, esse dinheiro a menos fará falta no final do mês”, calcula.

“A medida atende a todos. Os trabalhadores poderão ver os jogos do Brasil tranquilamente, os empresários terão a chance de lucrar durante as outras partidas e os turistas não deixarão de serem atendidos, pois o comércio funcionará normalmente durante a maior parte do Mundial”, avalia o presidente da Fecomércio, Adelmir Santana.

De acordo com a Fecomércio, para os jogos das fases seguintes da Copa do Mundo, haverá outra rodada de negociações entre os dois sindicatos. Para compensar o fechamento mais cedo do comércio na primeira fase do Mundial, ficou acordado que as lojas funcionarão das 14h às 20h no feriado de Corpus Christi, no dia 19 de junho.

 

Segurança – Planejamento, tecnologia de ponta e efetivo de 14 mil policiais. É com isso que a PM do Distrito Federal espera cumprir a missão de promover a segurança durante a Copa do Mundo. Terça-feira (3), a corporação apresentou os equipamentos e dispositivos que utilizará. Parte deles foi testada durante a Copa das Confederações e em outros eventos no Mané Garrincha.

PDR_4099O aparato inclui veículos de inteligência e antitumulto, equipamentos de menor potencial ofensivo (como máscaras contra gases e capacetes), de controle de trânsito, ferramentas antibomba e até um exoesqueleto, espécie de armadura para policiais. Também serão usados 180 viaturas e quatro helicópteros.

O Comando de Operações será estruturado na área da Torre de TV, a 800 metros do Mané Garrincha. Ajudam a estrutura de ação as plataformas de observação elevadas e o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, veículo adaptado e equipado com sistemas de comunicações, monitoramento por vídeo e plataforma integrada de inteligência.

Além coordenar ações, o Comando de Operações é estruturado para receber informações em tempo real em eventuais ocorrências. “Qualquer policial militar, por meio de um dispositivo de smartphone e conectado à rede Wi-Fi da PMDF pode receber ou enviar informações significantes”, afirma o chefe do Departamento Operacional, Jaílson Braz.

De acordo com o diretor de logística e finanças da PMDF, coronel Alexandre Corrêa, os equipamentos foram adquiridos com recursos da própria corporação ou doados pelo Ministério da Justiça. “Os investimentos começaram em 2010 e resultarão em benefícios para a corporação e para a sociedade”, afirma Corrêa.

Deixe um comentário

Rolar para cima