Chuvas continuam e Defesa Civil e Bombeiros monitoram áreas de riscos

AdminPor ,21/01/2016 às 8:51, Atualizado em 09/07/2016 às 3:40

A chuva de ontem, 20, continua a fazer estragos no DF. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros estão monitorando as 36 áreas de risco onde há cerca de cinco mil imóveis com risco de desabamento.   As áreas vulneráveis foram identificadas em todo o DF e, apesar dos esforços dos órgãos responsáveis, vários desses …

Chuvas continuam e Defesa Civil e Bombeiros monitoram áreas de riscos Leia mais »

A chuva de ontem, 20, continua a fazer estragos no DF. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros estão monitorando as 36 áreas de risco onde há cerca de cinco mil imóveis com risco de desabamento.

 

cel sergio
Subsecretário de Defesa Civil, Coronel Sergio Bezerra (Foto: Defesa Civil)

As áreas vulneráveis foram identificadas em todo o DF e, apesar dos esforços dos órgãos responsáveis, vários desses locais continuam sendo ocupados pela população. A Vila Cauhy, que ontem sofreu com as águas, é um desses locais. Pelo mapeamento existem áreas de risco em 19 áreas administrativas do DF, incluindo Asa Norte no Plano Piloto.

Na via Estrutural há vários trechos que pioraram com as recentes chuvas que contribuíram para o aumento não só da quantidade, mas do tamanho dos buracos já existentes.

Em São Sebastião parte de uma casa que estava vazia desabou e a Defesa Civil retirou moradores de outras moradias próximas. A suspeita é de que, além das construções frágeis, um terreno ao lado dessa casa em São Sebastião tenha sido aterrado irregularmente e esteja acumulando água no subsolo, o que contribui para a instabilidade do solo.

O governador Rodrigo Rollemberg esteve ontem visitando os locais mais afetados e prometeu uma ajuda de R$400,00 para as famílias que também receberão cestas básicas.

As áreas mais atingidas foram o Núcleo Rural Ponte Alta, no Gama, o Recanto das Emas e São Sebastião. A grande preocupação é que o nível do Córrego Riacho Fundo aumente prejudicando ainda mais a região da Vila Cauhy.

Há uma força tarefa com vários órgãos do GDF avaliando e monitorando as áreas para conter possíveis desastres.


Leia mais:


Postos de combustível em supermercados não significarão redução de preço nas bombas


Dado Dolabella é internado em Brasília


Colégio no DF que expulsou aluno autista é condenado a pagar R$ 20 mil por danos morais a família


Deixe um comentário

Rolar para cima