China confirma 396 mortes em naufrágio de cruzeiro

bsbcapitalPor ,06/06/2015 às 10:09, Atualizado em 06/06/2015 às 10:09

Autoridades chinesas reconheceram neste sábado (6) que não existem mais esperança de encontrar sobreviventes do naufrágio de um cruzeiro na segunda-feira passada no rio Yangtsé, que deixou 396 mortos, segundo o balanço mais recente. O naufrágio do navio “Dongfangzhixing” (“Estrela do Oriente”) pode se tornar o mais grave na China em 70 anos. Apenas 14 …

China confirma 396 mortes em naufrágio de cruzeiro Leia mais »

china2

Autoridades chinesas reconheceram neste sábado (6) que não existem mais esperança de encontrar sobreviventes do naufrágio de um cruzeiro na segunda-feira passada no rio Yangtsé, que deixou 396 mortos, segundo o balanço mais recente.

O naufrágio do navio “Dongfangzhixing” (“Estrela do Oriente”) pode se tornar o mais grave na China em 70 anos. Apenas 14 sobreviventes foram resgatados entre as 456 pessoas que estavam a bordo do cruzeiro. Muitos passageiros eram aposentados.

A agência de notícias estatal Xinhua anunciou o balanço de mortes confirmadas até o momento, 396, número que pode aumentar nas próximas horas, à medida que as equipes de emergência recuperam os corpos.

Mais de 3.400 soldados e 1.700 policiais participam das operações de resgate, com o apoio de 149 barcos.

Na sexta-feira, as equipes conseguiram ajustar o navio com a ajuda de dois guindastes, mas o “Estrela do Oriente”, com 76 metros de comprimento e 2.200 toneladas, permanece parcialmente submerso.

Deixe um comentário

Rolar para cima