Catedral Rainha da Paz terá ampliação subterrânea

bsbcapitalPor ,01/07/2015 às 7:42, Atualizado em 01/07/2015 às 7:42

Pelo menos 600 caminhões de terra serão retirados para a obra Quem passou pelo Eixo Monumental nos últimos dias notou que tapumes cercam a parte posterior da Catedral Militar Rainha da Paz. Trata-se da construção de um prédio anexo totalmente subterrâneo. A nova estrutura é parte do projeto de ampliação do santuário. Quando estiver pronto, …

Catedral Rainha da Paz terá ampliação subterrânea Leia mais »

Pelo menos 600 caminhões de terra serão retirados para a obra20150630232759657672i

Quem passou pelo Eixo Monumental nos últimos dias notou que tapumes cercam a parte posterior da Catedral Militar Rainha da Paz. Trata-se da construção de um prédio anexo totalmente subterrâneo. A nova estrutura é parte do projeto de ampliação do santuário. Quando estiver pronto, o espaço terá um auditório com 140 lugares, oito salas, três banheiros, além de cozinha, cantina e um depósito. Segundo a igreja, a obra é totalmente financiada pelos fiéis. Pelo menos 600 caminhões de terra serão retirados do local. O escritório Oscar Niemeyer, responsável pelo serviço, estima que ele fique pronto em um ano. A alteração é acompanhada pelo GDF.

A Rainha da Paz recebe cerca de 12 mil pessoas na missa realizada no dia 25 de cada mês (aniversário mensal da padroeira, Nossa Senhora Rainha da Paz). O pároco Silas Pereira Viana diz que a estrutura atual não comporta a comunidade e as atividades realizadas no local. “O Centro Pastoral será uma oportunidade para desenvolvermos melhor os nossos projetos sociais. Hoje, nosso espaço não é suficiente. Os banheiros, por exemplo, não atendem a demanda”, argumenta.

Foram quatro anos para que o projeto saísse do papel. A área da construção foi cedida por dom Geraldo Ávila, então ordinariado militar do Brasil, em meados do ano 2000. “Tivemos que preparar o projeto, reunir a documentação e procurar os órgãos reguladores para a liberação da obra, e isso levou tempo”, completa o padre Silas

Leia mais:


 

Jardim Botânico de Brasília entre os quatro mais completos do País


 

Pardais viram caça-níqueis


 

Deixe um comentário

Rolar para cima