Calendário que ‘engessa’ Congresso na Copa pode soterrar CPI da Petrobras

BSB Capital 27/05/2014 às 9:15, Atualizado em 27/05/2014 às 9:15

PBRASÍLIA – O Congresso definiu um calendário de trabalho menos atuante durante a Copa do Mundo, que vai se somar ao esquema especial de participação parlamentar a ser adotado de agosto a outubro, por causa das eleições. Nos 60 dias dos meses de junho e julho, a Câmara promete ter votações em 18 dias e …

Calendário que ‘engessa’ Congresso na Copa pode soterrar CPI da Petrobras Leia mais »

fPBRASÍLIA – O Congresso definiu um calendário de trabalho menos atuante durante a Copa do Mundo, que vai se somar ao esquema especial de participação parlamentar a ser adotado de agosto a outubro, por causa das eleições. Nos 60 dias dos meses de junho e julho, a Câmara promete ter votações em 18 dias e o Senado já fixou 15 dias de sessões deliberativas, nas quais são votados projetos e Propostas de Emenda Constitucional (PECs). Além disso, os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), já haviam discutido realizar um esforço concentrado nos meses de agosto, setembro e início de outubro, com três semanas de votações antes do pleito de cinco de outubro.

Deixe um comentário

Rolar para cima