Bolsas da Europa recuam com incerteza sobre efeitos da Brexit

bsbcapitalPor ,27/06/2016 às 10:12, Atualizado em 09/07/2016 às 3:43

As bolsas europeias operam em queda nesta segunda-feira, ainda pressionadas pela incerteza sobre os impactos da decisão britânica de deixar a União Europeia. Às 7h36 (horário de Brasília) o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300caía 2,7%, a 1.234 pontos, segundo a Reuters. O índice britânico FTSE 100 caía depois de desvalorização de 3,2% na …

Bolsas da Europa recuam com incerteza sobre efeitos da Brexit Leia mais »

As bolsas europeias operam em queda nesta segunda-feira, ainda pressionadas pela incerteza sobre os impactos da decisão britânica de deixar a União Europeia.

Às 7h36 (horário de Brasília) o índice das principais ações europeias FTSEurofirst 300caía 2,7%, a 1.234 pontos, segundo a Reuters. O índice britânico FTSE 100 caía depois de desvalorização de 3,2% na sexta-feira, no dia seguinte ao referendo no qual o Reino Unidovotou para sair da UE.

Veja o desempenho das bolsas locais perto do mesmo horário:
Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 1,6%, a 6.042 pontos.
Em FRANKFURT, o índice DAX caía 2,02%, a 9.366 pontos.
Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 1,9%, a 4.029 pontos.
Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de 2,1%, a 15.394 pontos.
Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 1,4%, a 7.678 pontos.
Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 1,36%, a 4.302 pontos.

No Reino Unido, o ministros das Finanças, George Osborne, garantiu implementar planos de contingência “robustos” com o banco central inglês. As ações do Royal Bank of Scotland despencavam 17% e o Barclays afundava 15%, ainda segundo a Reuters.

Outros mercados
As bolsas da China subiram mais de 1%nesta segunda-feira (27), lideradas pelas empresas com baixo valor de mercado, uma vez que os investidores minimizaram a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia. Os mercados chineses tiveram uma pequena queda na sexta-feira após o referendo britânico.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 1,41%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 1,44%. O principal índice japonês também subiu. Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 2,39%.

Já os preços do petróleo caem nesta segunda com impactos do referendo britânico. Os contratos futuros do Brent tinham queda de 0,81%, para US$ 48,02 por barril às 8h39 (horário de Brasília), enquanto o petróleo nos EUA operava em baixa de 0,92%, a US$ 47,20 por barril, segundo a Reuters.

“A Europa é um grande parceiro comercial dos Estados Unidos e da China, o que pode levar a efeitos globais, com um dólar mais forte, o que geralmente não ajuda a demanda (por petróleo)”, disse o banco Morgan Stanley em nota.

Queda forte no último fechamento

Reação em uma empresa de corretagem no centro financeiro de Londres depois da Grã Bretanha ter decidido sair do Reino Unido (Foto: Russell Boyce/ Reuters)
Reação em uma empresa de corretagem no centro financeiro de Londres depois da Grã Bretanha ter decidido sair do Reino Unido (Foto: Russell Boyce/ Reuters)

Os mercados financeiros globais desabaram nesta sexta-feira (24), após o Reino Unido ter decidido em um referendo deixar a União Europeia – a chamada Brexit, junção das palavras em inglês “Britain” (Grã-Bretanha) e “exit” (saída).

Algumas das bolsas da Europa registraram queda de mais de 12%, com a Espanha registrando a maior desvalorização diária de sua história. O FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, caiu 6,65%. As ações de bancos ficaram entre as principais perdas do dia no continente.

Nos Estados Unidos também houve impacto. Em Wall Street, as bolsas fecharam em queda de mais de 3%. Os mercados também recuaram na Ásia, com a bolsa de Tóquio despencando 7,92%.

VALE ESTE 2 (Foto: Arte/G1)

 


Empresas estrangeiras podem ter 100% do controle de capital das companhias aéreas no Brasil


‘Prévia’ do PIB tem estabilidade em abril e interrompe 15 meses de queda


Deixe um comentário

Rolar para cima