Batalhão de choque acompanha novo protesto contra terceirização

bsbcapitalPor ,08/04/2015 às 15:40, Atualizado em 08/04/2015 às 15:40

Sob a expectativa de mais um dia tenso no Congresso Nacional – com a promessa do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, de votar o projeto sobre terceirização ainda nesta quarta-feira (8/4) –, manifestantes prometem novo protesto para esta terça-feira. No começo da tarde, segundo a PM, cerca de 600 manifestantes estavam concentrados na altura …

Batalhão de choque acompanha novo protesto contra terceirização Leia mais »

#Confronto entre policiais e manifestantes na Esplanada dos Ministérios

Sob a expectativa de mais um dia tenso no Congresso Nacional – com a promessa do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, de votar o projeto sobre terceirização ainda nesta quarta-feira (8/4) –, manifestantes prometem novo protesto para esta terça-feira. No começo da tarde, segundo a PM, cerca de 600 manifestantes estavam concentrados na altura da Catedral de Brasília. Na manifestação de ontem, houve confronto e troca de agressões entre sindicalistas e policiais, no gramado da Esplanada.

Ainda durante a manhã, 150 policiais foram mobilizados para acompanhar o grupo, informou a Polícia Militar. O efetivo inclui dois pelotões de choque. Ontem, a manifestação na Esplanada terminou com quatro detidos e oito feridos. Dois mil manifestantes estiveram no local.

O ato foi convocado pela Central Única de Trabalhadores (CUT). O grupo de sindicalistas pressiona os parlamentares para não aprovarem o Projeto de Lei 4330 de 2004, que amplia as possibilidades de contratação de mão de obra terceirizada no país.

A sessão começou no final da manhã, e Eduardo Cunha já disse que o projeto será votado hoje, nem que avance pela madrugada. Os trabalhos no plenário foram abertos com a discussão do assunto, e a votação do mérito da proposta será feita durante a tarde. As emendas e destaques serão votados na próxima terça-feira (14/8).

 

Deixe um comentário

Rolar para cima