Áudio revela suposto esquema na Secretaria de Cultura

bsbcapitalPor ,10/12/2020 às 17:03, Atualizado em 10/12/2020 às 17:05

Esquema envolveria assessores da deputada Jaqueline Silva

O primeiro-secretário do PTB-DF e articulador de campanha da distrital Jaqueline Silva (PTB), Daniel de Abreu Corrêa, foi gravado organizando a nomeação de um empresário para o Conselho do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), com o suposto objetivo de desviar verba para “fazer caixa para 2022”.

O áudio foi revelado nesta quinta-feira (10) pelo portal Metrópoles. A nomeação, no entanto, não se concretizou. Na gravação da reunião, que dura quase 20 minutos, Daniel explica que Wallace receberá R$ 3,5 por reunião e terá a tarefa de “fazer um lobby”, como representante de Jaqueline na Secretaria de Cultura. 

Concurso Secretaria de Cultura do DF: 90 dias para concluir edital

Habilidade – Daniel também indica como Wallace poderá complementar o salário a partir de recursos ilícitos e explica porque ele foi escolhido pela deputada. “A gente tinha três nomes e a Jaqueline preferiu, por confiar e por você ser de uma região que é nossa, que é o Gama”.

E prossegue: “E também por entender que você vai ter essa habilidade, porque, se você for só protocolar, você vai lá, assina, recebe o seu dinheiro e acabou. Você tem que ir com habilidade para poder buscar projeto, buscar apoio, essas coisas.”

Apuração – Para a deputada distrital Jaqueline Silva, citada nos áudios como suposta beneficiária do esquema, a denúncia é “extremamente grave e deve ser investigada”.

Bravata – O secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues, afirmou que o episódio é “bravata” e “caso de polícia”. “Se confirmado que o áudio é de um colaborador próximo, espera-se que a parlamentar tome as devidas atitudes”, completou.

Deixe um comentário

Rolar para cima