Associações pedem centro de capacitação

bsbcapitalPor ,06/03/2015 às 17:06, Atualizado em 06/03/2015 às 17:06

Os dois anos de duração do curso de formação dado na Fábrica Social não são usuais no mercado de costura brasileiro. Instituições como o Sesc e Senai fornecem treinamentos semelhantes com duração de 160 horas a, no máximo, três meses. Caso o aluno queira pagar, o mais longo curso é de 12 meses. A comodidade …

Associações pedem centro de capacitação Leia mais »

Os dois anos de duração do curso de formação dado na Fábrica Social não são usuais no mercado de costura brasileiro. Instituições como o Sesc e Senai fornecem treinamentos semelhantes com duração de 160 horas a, no máximo, três meses. Caso o aluno queira pagar, o mais longo curso é de 12 meses. A comodidade de ter um emprego fixo por dois anos fez com que funcionários saíssem das pequenas malharias para tentar uma vaga na instituição governamental, mesmo que já tivessem noções de corte e costura.

A Fábrica Social no governo Agnelo era subordinada à Secretaria Especial da Copa (Secopa), atualmente é uma subsecretaria da Secretaria do Trabalho e do Empreendedorismo.  Ainda em campanha, eu reunião com empresários do Polo de Modas do Guará II, o governador Rodrigo Rollemberg prometeu tomar providências quanto ao prejuízo do setor nos últimos dois anos. “Mas até agora não nos atendeu. Única coisa que fez foi renovar o contrato do chefe da fábrica da época do Agnelo, Gerêncio do Bem”, afirma Nágela Maria, presidente Associação de Confecções do Polo de Moda do Guará II.

Deixe um comentário

Rolar para cima