Artista multimídia Pomb expõe obras no Sesc da Asa Sul

bsbcapitalPor ,01/06/2015 às 9:06, Atualizado em 01/06/2015 às 9:06

Thales Fernando desenvolveu uma série de pinturas e colagens que serão expostas em ‘Sobre o infinito e outras coisas’ Pomb propõe o casamento entre arte urbana e madeira reciclada em exposição no Sesc.   Numa tarde de outono em Brasília, uma goiabeira é cortada nos arredores da UnB. A cena corriqueira poderia ser comum se …

Artista multimídia Pomb expõe obras no Sesc da Asa Sul Leia mais »

20150531222734838220eThales Fernando desenvolveu uma série de pinturas e colagens que serão expostas em ‘Sobre o infinito e outras coisas’
Pomb propõe o casamento entre arte urbana e madeira reciclada em exposição no Sesc.
 
Numa tarde de outono em Brasília, uma goiabeira é cortada nos arredores da UnB. A cena corriqueira poderia ser comum se os restos daquela poda não tivessem se transformado em arte. Usando as madeiras descartadas como suporte, o artista multimídia Thales Fernando, mais conhecido como Pomb, desenvolveu uma série de pinturas e colagens que serão expostas no Sesc da 504 Sul. Sobre o infinito e outras coisas começa na próxima segunda-feira com vernissage, discotecagem e encontro de food trucks.

Uma prova de que nem só de latinhas de spray e de tintas látex vive o artista urbano, que cursa o último semestre de desenho industrial e é conhecido pelos painéis com explosões de cores espalhados nas paredes do DF. Na segunda exposição individual, Pomb investe em propostas que dão um ressignificado à carreira, iniciada há 13 anos. Além das goiabeiras recolhidas na UnB, o artista utiliza troncos de castanheira e compensados pinus, materiais reciclados que, para ele, carregam elevado valor artístico.

“Diferente de uma tela ou de uma parede em branco, a madeira tem veios. É uma superfície que conversa com a pintura. Fiz desenhos menores para que eles também ficassem em evidência”, explica. Resinas recobrem os desenhos e dão acabamento às obras.

Sobre o infinito e outras coisas

Exposição de Thales Fernando. Espaço Cultural Ari Barroso (Sesc da 504 Sul) Abertura 8 de junho, às 19h. Até 30 de junho. Aberta à visitação, de segunda a sexta, das 8h às 19h. Entrada franca. Mais informações: 3217-9119.

leia mais:


Susana Aune quer imprimir obras de artistas brasilienses em sacos de pão


Guitarrista e violonista Pedro Martins participará de festival em Montreux


Deixe um comentário

Rolar para cima