Arimatéia leva funk, fé e muito futsal a Taguatinga

bsbcapitalPor ,05/01/2016 às 0:07, Atualizado em 09/07/2016 às 3:45

O Torneio Arimatéia de Futsal mais uma vez movimentou o final de ano em Taguatinga. Durante os 21 dias da competição, iniciada em 12 de dezembro e encerrada no domingo (3), cerca de 100 mil pessoas passaram pela arena montada no Taguaparque. O evento é considerado o maior torneio de futsal a céu aberto da …

Arimatéia leva funk, fé e muito futsal a Taguatinga Leia mais »

Foto: Renato Araújo/Agência Brasília
Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

O Torneio Arimatéia de Futsal mais uma vez movimentou o final de ano em Taguatinga. Durante os 21 dias da competição, iniciada em 12 de dezembro e encerrada no domingo (3), cerca de 100 mil pessoas passaram pela arena montada no Taguaparque. O evento é considerado o maior torneio de futsal a céu aberto da América Latina. Nesta 36ª edição reuniu 1.485 atletas inscritos e 94 equipes.

No domingo (3), dia dos jogos finais das nove categorias, o Arimatéia atraiu até o governador Rodrigo Rollemberg e o vice Renato Santana, que foram acompanhar o evento. “Não poderíamos deixar de mostrar o nosso reconhecimento pela importância do torneio no incentivo ao esporte e também por promover a integração com a comunidade reunida para assistir”, afirmou Rollemberg.

Mc Bandida 2
Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Entre o funk da Mc Bandida e a procissão em homenagem a Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Torneio, José Arimatéia de Lima, 62 anos, o dono da festa, agradeceu ao público por mais um ano de sucesso. “Nós, da organização, agradecemos a todas as pessoas que passaram pelo Taguaparque para prestigiar o evento. Não podemos deixar de lembrar também dos nossos patrocinadores. Afinal, sem eles nada disso seria possível”, disse, emocionado.

A funkeira Mc Bandida participou da festa pelo segundo ano consecutivo e agitou as arquibancadas com seu rebolado e a batida envolvente de suas músicas. “O Arimateia é um sucesso mundial. Adoro o calor do público daqui e é sempre um prazer estar presente. É maravilhoso”, disse a Mc que cantou duas músicas para aquecer o público para os jogos principais do domingo.

A competição acontece há 42 anos e começou com uma brincadeira entre amigos na praça da CNF, em Taguatinga Norte. “O evento cresceu e chegou ao calendário esportivo da cidade, o que eu não imaginava. Mesmo assim só agora tivemos um verdadeiro apoio do governo”, afirma Arimateia que critica a Federação Brasiliense de Futsal por não conseguir organizar competições à altura dos jogadores locais ao longo do ano.

Apesar de ser no Taguaparque e ter nascido em Taguatinga, o Torneio Arimateia já se tornou um evento indispensável no calendário de fim/início de ano dos amantes do esporte em Brasília. Um grupo de amigos saiu do Cruzeiro e comprovou a popularidade do evento. Há três anos, Daniel Medrado, 31 anos, acompanha a disputa.

“Sou praticante do esporte como amador e acho o Torneio Arimatéia uma ótima oportunidade para dar visibilidade à modalidade”, disse o administrador. Carlos Roberto Pereira, 32, se surpreendeu com o tamanho da arena. “Eu não imaginava que chegaria a lotar (a arquibancada)”.

Resultados

Tales
Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Dentro da quadra, a qualidade dos jogos esteve à altura da magnitude do evento. Na categoria principal, depois de um jogo muito disputado, os Creyssons, da Ceilândia, venceram o Vigas/Amigão da Construção por 6×2. Munin, dos Creyssons, foi eleito o melhor jogador da competição. “É um orgulho para Taguatinga ter uma festa como o Arimatéia. Para nós, jogadores de Brasília, é melhor ainda poder mostrar nosso trabalho ao lado da família”, afirmou o jogador, que joga pelo Corinthians (SP) no restante do ano.

Na categoria Veterano, o tradicional time do Cresspom foi o campeão depois de derrotar a equipe do Geração 22 por 5×2, em outro bom jogo. O goleiro Tales, do Cresspom, levou o troféu de menos vazado e também elogiou o torneio. “O Arimateia é uma grande festa. Além de jogar, encontramos os amigos, reunimos a família. É um ótimo jeito de começar o ano”, disse.

O Cresspom também levou o título feminino, vencendo o Juventus na final por 4×1; no sub-11, o campeão foi o Feijão Delícia; no sub-15, o Ajax Estrutural; no sub-17, o Magnesat; e no sub-20 o título ficou com o Rifec. Completando o torneio, na categoria Master (acima de 45 anos) o Etitec foi campeão; e no Supermáster (acima de 55 anos), o Café Esporte levou o troféu.

 


Arimatéia: a festa do esporte em Taguatinga


Arimateia agita Taguatinga


Da telinha para as quadras


 

Deixe um comentário

Rolar para cima