Após pressão de Cunha, votação da reforma política é adiada para a próxima segunda-feira

bsbcapitalPor ,19/05/2015 às 14:51, Atualizado em 19/05/2015 às 14:51

Depois das críticas e da pressão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a comissão especial da reforma política adiou para a próxima segunda-feira a votação do tema. O anúncio foi feito nesta terça-feira pelo presidente da comissão, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e gerou reações dos integrantes da comissão, que estão preocupados com a possibilidade de …

Após pressão de Cunha, votação da reforma política é adiada para a próxima segunda-feira Leia mais »

2015-817750151-2015051885073.jpg_20150518Depois das críticas e da pressão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a comissão especial da reforma política adiou para a próxima segunda-feira a votação do tema. O anúncio foi feito nesta terça-feira pelo presidente da comissão, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e gerou reações dos integrantes da comissão, que estão preocupados com a possibilidade de Cunha inviabilizar a votação no colegiado, levando a proposta diretamente ao plenário.

Maia explicou que o adiamento foi combinado com Cunha, que garantiu que os integrantes da comissão terão a segunda-feira à noite e terça-feira para tentar aprovar o relatório.

— Nós temos a segunda-feira à noite e a terça-feira para tentar aprovar uma proposta, antes de ela ser levada ao plenário — garantiu Rodrigo Maia.

A informação foi confirmada pelo relator da proposta, deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), informando que ele e Maia estiveram reunidos nesta manhã com o presidente da Casa e os líderes do PMDB, Leonardo Picciani (RJ), e do DEM, Mendonça Filho.

 

Deixe um comentário

Rolar para cima