Após 57 dias, sem-teto deixam prédio em Taguatinga

bsbcapitalPor ,03/03/2013 às 10:42, Atualizado em 03/03/2013 às 10:42

Após 57 dias de ocupação de um prédio em construção em Taguatinga Sul, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) deixaram o local na tarde deste sábado (2/3), como negociado com Governo do Distrito Federal (GDF). Por volta das 18h, iniciaram uma marcha em direção à Praça do Relógio, mas o que era para ser uma …

Após 57 dias, sem-teto deixam prédio em Taguatinga Leia mais »

Após 57 dias de ocupação de um prédio em construção em Taguatinga Sul, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) deixaram o local na tarde deste sábado (2/3), como negociado com Governo do Distrito Federal (GDF). Por volta das 18h, iniciaram uma marcha em direção à Praça do Relógio, mas o que era para ser uma retirada pacífica acabou em confusão.


De acordo com a advogada do movimento, Érica Medeiros, as famílias saíram pacificamente pelo Pistão Sul e, ao ir em direção à Praça do Relógio, ocuparam todas as vias. “Quando estávamos chegando perto da praça, veio a polícia, que, até então, acompanhava tranquilamente. No entanto, para liberar as pistas jogaram spray de pimenta e partiram para a violência”, conta. “Houve agressão! Há muitas crianças aqui com os olhos vermelhos, lacrimejando. Me apresentei para o major que estava lá e ele mandou suspender a truculência, a polícia ainda está aqui, mas tem muita gente assustada”, completa.


A PM informou que o MSTS obstruiu completamente a via e resistiram em liberar as pistas, o que causou engarrafamento. A iniciativa foi, então, soltar o gás de pimenta. Ainda segundo informações da PM, o MSTS estaria usando as crianças como escudo. Ao todo, foram sete viaturas do órgão para controlar a situação.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário

Rolar para cima