Ao menos 6 mil feridos e 2.300 mortos

bsbcapitalPor ,26/04/2015 às 21:38, Atualizado em 26/04/2015 às 21:38

        Pelo menos 6 mil pessoas ficaram feridas, segundo o governo nepalês, e o tratamento delas e de outros sobreviventes retirados dos escombros de edifícios destruídos continua uma tarefa bastante desafiadora. “A prioridade continua sendo salvar vidas e buscar e resgatar sobreviventes”, afirma relatório da equipe local das Nações Unidas no Nepal. …

Ao menos 6 mil feridos e 2.300 mortos Leia mais »

 

feridos-nepal

 

 

 

Pelo menos 6 mil pessoas ficaram feridas, segundo o governo nepalês, e o tratamento delas e de outros sobreviventes retirados dos escombros de edifícios destruídos continua uma tarefa bastante desafiadora.

“A prioridade continua sendo salvar vidas e buscar e resgatar sobreviventes”, afirma relatório da equipe local das Nações Unidas no Nepal.

O terremoto de magnitude 7,8, o mais forte desde 1934 quando um tremor de intensidade similar matou 8.500 pessoas, atingiu o densamente povoado vale de Katmandu no sábado.

O tremor destruiu edifícios, monumentos, estradas e outras infraestruturas, afirmaram membros de equipes de socorro, acrescentando que mais de 60 terremotos secundários, incluindo um sismo de magnitude 6,7, já foram sentidos.

Segundo a agência EFE, pacotes com remédios e equipamentos sanitários foram entregues neste domingo pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a hospitais no Nepal. Os artigos sanitários servirão para atender 40 mil pessoas durante três meses, indicou a Organização de sua sede em Genebra.

Além disso, a OMS desembolsou US$ 175 mil como uma primeira doação de emergência para que se atendam as necessidades de saúde mais urgentes dos afetados pelo terremoto, que deixou pelo menos 2.300 mortos e mais de 6.000 feridos.

Deixe um comentário

Rolar para cima