Amoêdo recebe mais R$ 130 mil de banqueiros

bsbcapitalPor ,04/09/2018 às 18:36, Atualizado em 04/09/2018 às 18:36

Doações foram confirmadas pelo TSE nesta terça-feira

Nova prestação de contas de João Amoêdo (Novo) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (4) mostram mais R$ 130 mil doados por banqueiros ao candidato à presidência. Com isso chega a R$ 521 mil o valor doado a Amoêdo por apoiadores do Novo. Os dados referentes ao primeiro balanço de campanha enviado ao TSE já haviam sido publicados em primeira mão pelo Brasília Capital. A quantia mostra a confiança que os banqueiros têm no candidato.

Diretores do Itaú Unibanco investem no Novo

A pechicha que caiu na conta eleitoral de Amoêdo nesta terça foram doados pelos mesmos parceiros que vem apoiando o Novo desde sua criação. Fernão Carlos Botelho Bracher, fundador do banco de atacado BBA (atual Itaú BBA), já havia doado R$ 50 mil no início da campanha e repassou mais R$ 50 mil. O mesmo ocorre com Anis Chacur Neto e José Eduardo Cintra Laloni, ambos do Banco ABC Brasil, que juntos doaram R$ 60 mil, segundo a última prestação de contas.

João Amoedo foi conselheiro de administração do Itaú Unibanco até 2008. Em 2002, era presidente da financeira do banco BBA, quando a empresa foi vendida para o Itaú por R$ 650 milhões. Ele é o candidato mais rico destas eleições, com R$ 425 milhões declarados ao TSE. Doações de pessoas físicas são legais, desde que respeitem o teto de 10% do rendimento bruto do doador do ano anterior à eleição.

Deixe um comentário

Rolar para cima