Alunos de faculdades particulares protestam contra problemas do Fies

bsbcapitalPor ,20/05/2015 às 16:58, Atualizado em 20/05/2015 às 16:58

Na tarde desta quarta-feira (20), cerca de cem alunos, segundo a organização, do Centro Universitário de Brasília (UniCeub) e da Universidade Católica de Brasília (UCB) se reúnem em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) com faixas e cartazes contra problemas de aditamento de contratos do Fundo de Financiamento ao Estudantil (Fies), cujo prazo foi estendido …

Alunos de faculdades particulares protestam contra problemas do Fies Leia mais »

20150520164003715636u

Na tarde desta quarta-feira (20), cerca de cem alunos, segundo a organização, do Centro Universitário de Brasília (UniCeub) e da Universidade Católica de Brasília (UCB) se reúnem em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF) com faixas e cartazes contra problemas de aditamento de contratos do Fundo de Financiamento ao Estudantil (Fies), cujo prazo foi estendido até o dia 29 deste mês. Os alunos relatam dificuldades para acessar o sistema.

Os estudantes também se manifestam contra portaria que define nota mínima de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e nota superior a zero na redação para estudantes que pretendem aderir e que querem renovar contratos do Fies. O argumento é que a mudança prejudica estudantes que financiavam cursos por meio do fundo e aqueles que entram no programa. Uma votação que derruba a decisão está prevista para quinta-feira (21) no STF.

Renata Mayumi Hamaoka, 21, está no 7º semestre de medicina na Católica. Para renovar seu contrato, ela precisava de um documento para regularizar a situação com o fiador. A faculdade alega que não consegue imprimir o papel pois o sistema do Fies não abre.”Meu futuro é incerto. Estamos com esse problema desde 23 de março e não tenho condições de arcar com meu curso. A mensalidade é de cerca de 4,9 mil reais. Não sou de Brasilia, e meus pais já arcam com moradia, alimentação e transporte”, explica.

Vítor Vilela, 20, é diretor do Diretório Central dos Estudantes do UniCeub. “Mais de 60 alunos vieram reclamar para a gente sobre os problemas que enfrentaram. Alguns desistiram do financiamento. Com essa manifestação, queremos mostrar esses problemas para a sociedade”.

 

Deixe um comentário

Rolar para cima