Acusado de provocar acidente bêbado em Águas Claras é solto

BSB Capital 20/05/2014 às 9:27, Atualizado em 20/05/2014 às 9:27

Rafael Yanovich, suspeito de dirigir embriagado e provocar o acidente que terminou com a morte de mãe e filha no Dia das Mães foi solta na madrugada desta terça-feira (20). De acordo com a Polícia Civil, o acusado saiu do Complexo Penitenciário da Papuda após a família pagar uma fiança de R$30 mil. O advogado …

Acusado de provocar acidente bêbado em Águas Claras é solto Leia mais »

Rafael Yanovich, suspeito de dirigir embriagado e provocar o acidente que terminou com a morte de mãe e filha no Dia das Mães foi solta na madrugada desta terça-feira (20). De acordo com a Polícia Civil, o acusado saiu do Complexo Penitenciário da Papuda após a família pagar uma fiança de R$30 mil.

O advogado do suspeito, Eric Pio Belo, disse à reportagem da TV Globo, que Rafael havia bebido apenas uma taça de vinho do dia do acidente e que não estava embriagado. Belo ainda afirmou que o acidente só foi causado por conta da visibilidade na pista onde o acidente aconteu.

Entenda o caso

Alessandra Tibau Trino Oliveira, 33 anos, e a filha, Júlia Trino Oliveira, de 1 ano e meio, morreram em um acidente de carro na madrugada de domingo, 11 de maio, madrugada do Dia das Mães, entre as quadras 4 e 5 do Parkway, próximo ao viaduto do metrô, em Águas Claras.

De acordo com a Polícia Militar, um Honda Fit e uma camionete modelo Saveiro colidiram e o carro capotou. Alessandra morreu na hora. A filha, Júlia, foi encaminhada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O marido, que dirigia o veículo, teve duas costelas quebradas.

O condutor da Saveiro, Rafael Yanovich Sadite, também de 33 anos, teve ferimentos leves e foi levado para a carceragem do Departamento de Polícia Especializada depois de ter sido indiciado por homicídio doloso – quando há a intenção de matar. O passageiro que estava com ele na camionete teve fratura nas duas pernas.

Deixe um comentário

Rolar para cima