Farc e governo colombiano firmam acordo de cessar-fogo definitivo

bsbcapitalPor ,23/06/2016 às 17:48, Atualizado em 09/07/2016 às 3:46

O presidente colombiano Juan Manuel Santos e o líder do grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Rodrigo Londono, assinaram hoje (23) um acordo de cessar-fogo bilateral definitivo, abrindo caminho para um tratado de paz que dê fim ao conflito que já dura mais de meio século. A cerimônia foi realizada em Havana, capital de …

Farc e governo colombiano firmam acordo de cessar-fogo definitivo Leia mais »

Farc_Foto_Yenny_Munoa
Juan Manuel Santos (E) e Londono (C) assinaram o acordo na presença de Raúl Castro. Foto: Yenny Munoa/Cuba MINREX/Fotos Públicas

O presidente colombiano Juan Manuel Santos e o líder do grupo guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Rodrigo Londono, assinaram hoje (23) um acordo de cessar-fogo bilateral definitivo, abrindo caminho para um tratado de paz que dê fim ao conflito que já dura mais de meio século. A cerimônia foi realizada em Havana, capital de Cuba.

Trata-se do acordo mais sólido já alcançado entre as partes e que dá impulso adicional às negociações que ocorrem em Havana desde 2012. É a primeira vez desde meados da década de 1980 que as duas partes concordam com uma trégua bilateral. As autoridades colombianas acreditam que o acordo definitivo de paz poderá ser firmado em 20 de julho.

Armas –  O documento firmado estabeleceu um cronograma para deposição de armas e garantias de segurança para os ex-combatentes das Farc. Com o acordo, mais de 7 mil guerrilheiros devem entregar as armas.

Participaram da cerimônia o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e os presidentes de Cuba, Raúl Castro, do Chile, Michelle Bachelet, e da Venezuela, Nicolás Maduro.

Criadas em 1964, as Farc são a guerrilha mais antiga da América Latina. Desde o início, da luta armada, o conflito deixou mais de 220 mil mortos e obrigou milhões de camponeses a deixar os locais onde viviam.

 

Deixe um comentário

Rolar para cima