Quem com ferro fere, com ferro será ferido. A briga de Delcídio e Renan

bsbcapitalPor ,14/05/2016 às 16:27, Atualizado em 09/07/2016 às 3:51

Há quatro anos, quando da cassação de Demóstenes Torres (DEM-GO), em 2012, Delcídio do Amaral acusava o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), de negociar vantagens com o ex-senador goiano. Agora, antes da abertura do processo contra si no Conselho de Ética, Delcídio tentou negociar com Renan sua permanência no mandato. Aos berros, o cacique alagoano …

Quem com ferro fere, com ferro será ferido. A briga de Delcídio e Renan Leia mais »

senado-prioriza-pacto-federativo-reforma-politica-e-responsabilidade-das-estatais
Foto: Divulgação

Há quatro anos, quando da cassação de Demóstenes Torres (DEM-GO), em 2012, Delcídio do Amaral acusava o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), de negociar vantagens com o ex-senador goiano. Agora, antes da abertura do processo contra si no Conselho de Ética, Delcídio tentou negociar com Renan sua permanência no mandato. Aos berros, o cacique alagoano lembrou do caso Demóstenes, e enxotou o ex-líder do governo de seu gabinete.

Renan jogou a pá de cal sobre Delcídio na segunda-feira (9). A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) tentou adiar a votação de sua cassação para depois da apreciação do impeachment de Dilma. Mas o presidente da Casa foi irredutível: só apreciaria o Dilma após a cassação de Delcídio, por se tratar de um processo mais antigo.

 

Até 2027

E assim, Delcídio foi cassado e está proibido de disputar eleição até 2027 – incluindo os três anos que restavam de seu mandato e os oito em que ficará inelegível.

 


Afastado, Cunha terá direito a salário integral, casa, avião e seguranças


Delcídio diz que Mercadante ofereceu ajuda financeira para evitar delação


Teori Zavascki homologa delação de Delcídio Amaral


 

Deixe um comentário

Rolar para cima